Estamos voltando!

Sim, isso mesmo, estamos voltando!

Eu pensei nesse título super mega hyper criativo por conta da volta do meu canal. Último vídeo foi inclusive “tema” do ultimo post aqui, onde falei dos jogos de Tico e Teco. Portanto não da pra dizer que a casa foi abandonada. Porem eu andava muito pra baixo com o site desde que começou as mudanças. Tanto nele, como uma serie de mudanças IRL pelas quais passei. E tirando a rotineira manutenção, eu fiquei pagando domínio sem usar.

Justificava-me com as postagens referentes ao canal, mas a ideia de ter o Indie-A-tom era realmente separar as coisas. Deixar o publico otaku aqui e o pessoal gamer ia para lá. Vez ou outra pretendia interligar os conteúdos, mas acabou sendo algo raro, salve um texto sobre He-Man e outro de Fragmentos do Horror. Assim o Mangatom foi abandonado aos poucos.

Outras vezes eu até comentei que estava juntando textos e era só questão de tempo para uma retomada. Por vezes avisei igual aqui, mas não voltei de fato. E olha que eu tenho sim coisa escrita arquivada para soltar. Se não, fui discretamente atualizando um artigo ali, outro aqui, como no caso do “Tudo sobre Old Man Logan”.

Portanto eu tenho material para voltar. Me faltava a vontade, e essa veio num dos meus piores momentos. Em meio a doença. Vou dar algumas voltas aqui, mas logo logo chego no motivo de voltar de vez.

Abaixo você confere o breve vlog o qual fiz explicando vagamente o problema que tive, mas vou detalhar melhor nesse texto.

Eu parei de gravar por estar com muita tosse e garganta irritada. No começo achei ser nada, apenas algo contraído de minha irmã, a qual veio a adoecer pouco antes de mim. Só que o caso piorou. Passei a ter fortes dores na garganta e uma tosse que nunca parava, fazendo ser quase impossível dormir. E como tenho gastrite e esofagite, o processo de tosses constantes fez eu ter muitos refluxos. Não era algo nada legal, e eu só apagava no travesseiro depois de exaustão extrema por falta de sono.

Já passei por momentos parecidos antes. Enxaqueca, envenenamento, a própria esofagite, e até soluço constante (sim, isso acontece. 3 dias soluçando.). Mas nada foi pior de pregar os olhos do que essa maldita tosse. E ai a cabeça foi lá pra aquele cantinho. Sim, o de achar que estava com covid, que iria morrer. Bem ao lado da porta da minha ansiedade, que só não escancarou por falta de forças.

Fiz o tal do teste do cotonete, deu negativo. Minha irmã deu negativo também. Mas com o tempo perdi a voz, fiquei sem ar algumas vezes de tanta tosse, apesar de que por segundos, e minha mãe e irmão começaram a se sentir mal também. E foi nesse ponto que a ansiedade se destrancou e comecei a pensar um monte de merda sem fim.

No caso de minha mãe ela teve problemas de disco de hernia. Nada que uma cama nova e fisio terapia não desse conta. Já meu irmão e eu fomos diagnosticados com traqueobronquite. Ambos terem a mesma coisa, uma inflamação na traqueia e brônquios, me pareceu estranho, mas deu negativo o teste de covid do meu irmão e o remédio aliviava. Com o tempo ansiedade sumiu e parecia estar tudo 100%.

O problema real foi o trabalho IRL. Até mencionei isso no vídeo acima. E amigos, era coisa pra fazer. Pra quem não sabe eu sou narrador e videomaker. Do lado da voz eu não tinha o que fazer, e nem poderia tão cedo. Mas na edição de vídeos precisava correr. E lá fui eu fazer videoclipe de lyric, SEO de canal, vídeo de entrevista, compilação de depoimentos, corte e junção de shows e no topo de tudo character design e animação 2D para um projeto infantil. Foi algo corrido a níveis absurdos, mas consegui me virar.

Pós exaustão desse trampo todo finalmente me botei a gravar. O vídeo em questão sai agora segunda, mas notei um problema no microfone. Ele estava super baixo e só aumentava com ganho por meio de edição. O que preciso nem dizer o quanto é ruim. Salvei uma gravação, achei meio meh, e fui atrás de arrumar uma solução.

“Ok, compra na Amazon, pagar com frete especial pra vir rápido, bora lá”. Minha sorte era ter um microfone extra guardado, e meu azar era precisar de um suporte de mesa pra ele. A compra foi feita, se deu o fim de semana e me aparece na Amazon como entregue. EU TIVE UM SURTO.

Imagina você, um mês e uns quebrados sem poder fazer nada. Paga por algo, e paga mais pra vir logo e tudo indica que roubaram o troço. O que podia ser pior?? Bem, então… no meio da saga do suporte eu fiquei doente novamente. Acredita? ^^”

Certo dia estava eu tomando meu energético pra encarar os jobs e minha garganta começou a ficar extremamente seca. Até achei ser culpa da bebida, pois foi muito na mesma hora. Mas acontece que eu não me curei 100% da bosta da traqueocoisa e peguei outra doença em cima dela. O que me fez ficar alguns dias mais molenga, culminando em 2 dias de secura extrema com minha garganta virando o Saara! Foi tenso.

No momento desse texto eu estou com bastante catarro, ainda na tal secura e vez ou outra tenho tosses. Mas eu to melhor e me deram menos de uma semana pra ficar 100%. Porem, garganta seca e gravar não bate. Portanto outro atraso no cronograma do canal. Mas voltando a saga do microfone… é, ele chegou.

Eu fui pra tudo que é canto reclamar. Amazon, distribuidora, vendedor, suporte e o caramba. Cheguei até a dizer q ia boicotar a Amazon, eu sou afiliado deles. Kkkkk Sem contar que toda a confusão veio da distribuidora Sequoia. Trabalho horrível, e portanto não cabia eu falar nada da Amazon. ^^” COMPREM NOS MEUS LINKS! (mas olha como envia antes =x)

O que de fato rolou foi… alguém marcou errado como recebido. De um lado falaram que vinha, de outro um tal de João assinou e pegou, e no fim das contas eu não sei o que realmente se deu, apenas como se resolveu. Eu recebi o produto, recebi reembolso e o vendedor recebeu compensação.

Logo como vocês podem ver eu tive um mês de Junho, começo de Julho bem cheios. E no meio disso tudo você acaba pensando, questionando a vida, PRINCIPALMENTE QUANDO VOCÊ SO CONSEGUE OLHAR O TETO. É gente… eu tava péssimo. E foi ali que me bateu. “Tem nada que eu consiga fazer? Porque eu não escrevo algo?”

A resposta era obviamente NÃO, tem nada pra fazer, tu tá fucking doente de cama! Mas isso não impediu da ideia perdurar em minha mente. Nos dias que estive melhor e no tempo entre jobs acabei escrevendo alguns roteiros pro canal, algo que pasmem, eu pensava em parar de fazer por questão de tempo.

So que no meio desse conto todo, faltou eu dizer um pequeno grande detalhe. Única atividade que eu conseguia fazer se não dormir ou olhar o nada era jogar. Logo parecia que eu passei dias e mais dias jogando sem parar, mesmo que fosse nas raras vezes que eu estava um tanto melhor. E sempre era algo mais focado no gameplay e que não precisasse me concentrar muito. Mas que ainda assim me cansou bastante. Eu estava enjoado da atividade.

A solução então foi voltar a ler. E sim, eu tinha parado com isso. Livros e mangás principalmente. Vez ou outra eu lia um HQ por ser mais rápido ou deitava com o celular ligado no app Webtoon. Já resenhei alguns HQs e Manhwas de lá no site. Mas voltando ao foco, eu voltei a ler mangás. Com o tempo sai dos HQs de heróis e expandi minha biblioteca do webtoon pra coisas menos focadas em comedia. O que pra você talvez seja uma terça, mas que me fez uma puta diferença naquele momento.

Resumindo a história. To de saco cheio de games, pagando um host e domínio sem usar, focando d+ só numa coisa, e ficar lendo e escrevendo me fez ver o quanto amo LER E ESCREVER. E ler coisas boas, adivinhe, me faz querer escrever pra caralho! E escrever essas porra me faz querer ler mais e eu sou burro de parar o melhor hobby que já tive na vida. Caralho, o Mangatom vai voltar!

É isso. Texto novo saindo toda a quarta, com posts de vídeos nas segundas e/ou sextas. Tudo agendado pra eu não me foder na promessa de novo. Amo vocês. <3

(Eu fui escrevendo e não sabia como acabar isso…)

Vídeo sobre o canal voltar também. Tem a voz do meu sobrinho nele. <3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.